quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

3 Meses da Valentina!

Faz tempo que não escrevo...
Confesso que sinto sau
dades daqui! Mas ultimamente nem tempo sobra muito...
Minha filha está cada dia que passa mais linda, e eu sem dúvidas mais coruja!

Valentina fez 3 meses ontem, está grandona e bem gordinha... e o que me faz mais feliz ultimamente é ver ela crescendo tão saudável!


Nesses 2 meses que fiquei sem passar por aqui, muitas coisas acon
teceram...
A Mais significativa foi a mudança de apartamento que tivemos que fazer, foi tão inesperado e tão corrido... Me apavorei, me entristeci, e o que me deixou mais chateada, é que depois de finalmente ter conseguido deixar o quarto da pequena pronto 1 semana antes dela nascer, teria que me mudar sem mesmo ela nunca ter dormido lá!
Mas... Deus sabe oque faz, e como sempre confio nele, deu tudo certo!
Vida nova, casa nova, tudo novo! E uma filha linda pra me fazer companhia daqui pra frente...
Vou sentir saudades de lá, mas quem sabe algumas coisas devam ser guardadas com carinho, e outras deixadas pra trás, a vida é assim!


Ainda não encarei tudo exatamente sozinha... Meu anjo da guarda esta sempre comigo pra tudo, ou melhor, minha mãe.


Em novembro tivemos o batizado da Valentina! Um momento muiito importante e especial pra mim, posso dizer que nunca imaginei que batizar a minha filha fosse ser tão emocionante. Longe de qualquer etiqueta ou um evento, era o batismo pelo significado do batismo. Mas mesmo assim, foi o momento de reunir toda a família, vieram todo os tios e primos de longe!



Ahh... Valentina já é uma menina bem viajada... daqui a pouco já esta igualzinha a mamãe aqui, adorando uma estrada...
Uma das nossas viagens, foi pra visitar nossa amiga querida, a Vivi. Olha se não fosse por ela... Não iríamos viajar 5 horas de ônibus até Porto Alegre! E nossa, valeu taanto a pena! Ela é muito mais incrível do que poderíamos imaginar e fomos recebidas com tanto carinho, que nem da pra descrever! Foram muitos passeios, muitas risadas, muitas fotos! E prometemos voltar logo pra visitar ela e nosso novo (querido e paciente) amigo, Fê!



Bom acho que por enquanto era isso... prometo voltar mais seguido!
Ah... Hoje iríamos encarar de vez nossa vida sozinha juntas... Mas depois da mudança voltei com um febrão, e junto com a febre uma sinusite e uma pneumonia... então, por enquanto vou ficando aqui no colinho da mamãe!
Mas uma coisa eu venho aprendendo nestes meses...
Mãe não dorme, mãe não come e mãe não pode nem mesmo ficar doente! hehehe

Mas tudo vale muito a pena!!! Nada como ver esta carinha sorrindo logo cedo pra mim...


sábado, 2 de outubro de 2010

"Eu juro, te juro amor eterno..."


Gostaria de ter mais tempo pra passar por aqui e poder escrever tudo o que sinto... Mas esses aprendizados de cada dia, às vezes não me deixam!

Teria tanta coisa pra contar... Tanta mudança em minha vida...

Realmente, eu sabia que tudo iria mudar... É, e tudo muda muito!

Nada depois da Valentina permaneceu igual...

Sentimentos, medos, expectativas, planos e sonhos... Tudo tão diferente, tudo com mais sentido...

A descoberta dia 25 de janeiro até o último dia, 08 de setembro de 2010. Nada nesses meses foi fácil, hoje entendo que as coisas que vivi, que senti e que chorei eram pra me fazer mais forte, e me preparar pra tudo o que virá pela frente.

Acho que nunca falei aqui, mas quem me acompanhou deve ter percebido... Recolhi dentro de mim sentimentos, fingi que eles não existiam por que jamais quis que isso viesse a interferir no amor pela minha filha, que crescia dentro de mim.

E acho que consegui muito bem, separar as coisas.

Sabia que isso só iria me abandonar, o dia que eu tivesse Valentina nos meus braços, e realmente, está passando.

É tanta novidade, tanta coisa pra aprender... Não posso me prender a alguns detalhes e algumas pessoas que nada vão acrescentar, e também não da mais pra sonhar com as mesmas coisas... A vida agora tem novos objetivos, novos caminhos. E eu preciso ser alguém melhor, já que tenho uma grande responsabilidade pela frente.

Nossa... Se eu conseguisse achar todas as palavras certas, pra dizer o quanto sou feliz por ter minha filha aqui comigo, pra dizer o quanto eu amo ela e como vou fazer tudo o que eu puder e lutar pelo que eu não puder pra ela ser uma menina muito feliz.

Nestes 24 dias, ela é o meu abrir de olhos...

Não dá tempo de fazer nada... Mas nada vale mais a pena do que estar com ela bem pertinho de mim... Quando arregala os olhos e fica prestando a atenção no que eu falo, quando faz manha enquanto converso com ela...

Até o chorinho é tão gostoso de ouvir... E o sorriso... ah, o sorriso mesmo que ainda involuntário é a melhor coisa deste mundo!!

A cada dia que passo aprendemos mais e vamos nos conhecendo melhor... Já consigo entender alguns choros e também suas manhas... A cada dia que passa ela me faz muito mais feliz e não consigo mais me imaginar um dia longe dela!


"E o teu olhar me diz tantas coisas
Tantas coisas loucas que quando chega perto
A minha alma não me deixa mentir
Esse teu olhar é pouco pra mim
É um ponto sem fim
Esse teu olhar, numa boa, é um "tu" dentro de mim..."

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Valentina com 15 dias!!

Estava com saudades daqui...

Hoje Valentina completa 15 dias, e eu estou me adaptando a essa nova rotina...

Agora sim, sou Mãe!

A vida mudou completamente, e meu mundo agora gira em torno dela, os meus horários, meu sono, minhas refeições...

Tudo depende da hora em que ela vai querer mamar... e como mama!! Então o que me sobra é o intervalo entre as mamadas, e digamos que são intervalos bem curtos.

Todas as mulheres dizem que amamentar é maravilhoso, e eu não tinha idéia de que era mesmo.

Alias tudo até agora é muito melhor do que eu imaginava... Tirando a parte do choro, que eu ainda não entendo muitas vezes o que ela quer... Até converso com ela, que a mamãe está aprendendo com ela, então teremos que ter paciência.

Afinal, minha bonequinha não veio com manual de instruções...

Digo que agora sim estou descobrindo as melhores coisas... Porque não tem preço a ver mamando e encostando a cabeça no meu seio pra poder dormir... Não tem nada melhor que acordar a noite e ver esse rostinho lindo do meu lado dormindo tranquilamente.

É um amor imenso, e incalculável...

Bom, é isso... Nestes 15 dias de mudança total na minha vida, poderia ficar horas escrevendo as novas experiências pelas quais estou passando, mas é impossível entrar em detalhes, até por que a Valentina tem que mamar!


Ahh... agradeço a todas as mensagens que recebi tanto no blog como no Orkut!! E as muitas visitas que foram nos ver no hospital, lá em Pelotas e aqui em Bagé!!

domingo, 12 de setembro de 2010

Valentina com 4 Dias!!

Aqui estamos outra vez...

Tenho muita coisa pra contar...

Mas acho que vou começar pelo primeiro dia desta nova vida, na aventura de ser Mãe.

Na quarta-feira na hora em que fomos para a maternidade, posso dizer que eu estava muito calma, talvez pela certeza de que minha gravidez esteve sempre nas mãos de Deus e sei que ele esteve todo o tempo ao meu lado.

Eu já tinha a certeza de que aquele dia seria inesquecível e o mais feliz da minha vida.

E realmente foi, posso dizer mais, foi muito além das minhas expectativas.

Cheguei na maternidade na hora marcada, e junto comigo muita gente na expectativa de ver a pequena. (Assim que eu tiver as fotos, vou colocá-las aqui.) Fiquei com um pouquinho de medo na hora da anestesia, mas... Não dava pra voltar atrás, então só tinha que ficar calma novamente.

Exatamente às 18h17min do dia 08 de Setembro de 2010, Valentina chegou!

Esperei então ansiosa pra ouvir aquele chorinho, que todas as mães me falavam... E foi tão rápido... Ao contrario de toda a agitação constante dentro da minha barriga, ela chorou pouquinho e se comportou muito bem na hora em que foi levada ao berçário.

Sempre imaginei como seria, no momento exato em que a colocassem pertinho de mim pela primeira vez. E foi simplesmente mágico. Muito melhor, muito mais feliz do que eu poderia imaginar.

Valentina nasceu com 48 cm e 3.080g. Linda e perfeita. Só tenho a agradecer a Deus por ela ser tão saudável. Cheguei ao quarto por volta das 20hrs, e Valentina já estava lá... sendo paparicada pela Vovó Maristela e pela Dinda Tailiane. E aí eu pude olhar ela direitinho e admirar minha pequena.

Recebemos muitas visitas, muitos recados, e muito carinho!

Hoje vou ficando por aqui, mas logo conto mais das novidades que tenho, já que são muitas!!!

A Foto acima é da Valentina nos seus primeiros minutos de vida, e abaixo nossa primeira manhã juntas!

"É A PROVA QUE O CORAÇÃO, JÁ NÃO SABE MAIS VIVER SEM VOCÊ..."


quarta-feira, 8 de setembro de 2010

"Hoje é o novo dia, de um novo tempo que começou..."



Hoje é o grande dia!!
Com certeza o dia mais esperado da minha vida, tenho certeza o dia mais feliz também... logo, logo vou ter minha bonequinha nos braços... Tão amada, tão esperada... Pela mamãe, pelo papai, pelas vovós, tios, tias e priminhos!!

Valentina chega as 16:30 marcando um novo começo, e tenho as melhores expectativas com relação a essa mudança que virá!!

Como já disse, vou seguir por aqui postando as coisas aqui de dentro, e agora as de fora também!!

Em breve trago novas noticias!!!

Beijos!!!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

"É Setembro... "

É isso aí gente...
Começou setembro, o NOSSO Mês!
Faltam 5 dias, e está tudo pronto pra chegada da Valentina.
O que mais as pessoas tem me perguntado ultimamente é se estou ansiosa e nervosa.
Posso dizer que agora que já temos data marcada, a ansiedade parece ter me dado uma trégua... Acho que como já disse antes, pra quem esperou tanto, (e parece que demorou muiiiito) estes dias vão passar rapidinho. Nervosismo também posso dizer que não.
O que existe é uma expectativa grande quanto ao dia e a hora, a forma como as coisas irão acontecer. Não estou histérica, e nem perdi o sono. Alias, ouvi muitas mulheres dizerem que no final dormiam sentadas, pois eu sigo dormindo deitada... a única coisa que atrapalha as noites de sono são as idas constantes ao banheiro. Então tudo normal. Confesso que não me sinto tão bonita, mas me sinto importante. Estou tentando curtir os últimos momentos, sinto a Valentina grandinha, então a cada dia os movimentos são intensos e diferentes. Tento pensar também que estes enjôos logo, logo terão ido embora!
Tivemos alguns percalços de domingo pra cá, como por exemplo, um ônibus que resolveu se atravessar e não nos enxergar, dos males o menor foi só o carro que estragou. Mas só consegui pensar nisso depois, por que na hora fiquei muito nervosa.
Esta semana recebemos uma visita muito querida e que veio até Pelotas especialmente para nos ver, não digo conhecer, pois tenho certeza que já nos conhecíamos há muito tempo. Essa amiga foi com certeza um grande presente que recebi nestes meses de espera pela Valentina. Talvez de uma maneira diferente pra se começar uma amizade, mas desde o inicio mesmo de tão longe ela se fez sempre muito presente, e assim como todo o carinho que eu e a pequena recebemos de todos, o carinho dela também foi fundamental.
Nestes últimos dias, só tenho mesmo a agradecer... Tudo foi muito importante até aqui!
Minha mãe, minha família, meus amigos, e todos que me acompanham aqui no blog. Quando resolvi fazer um blog, não tinha a idéia de como seria, achava de verdade que não seria muita gente que iria se interessar em ler as coisas que penso e que sinto, a não ser pessoas próximas a mim.
Nunca imaginei que meu blog teria tantas visitas, seguidores e comentários!
Fico muito feliz quando leio a cada um, quando vejo cada carinha nova acompanhando as coisas aqui de dentro. Só tenho a dizer, que vocês acompanharam nestes meses uma mudança muito grande em mim e na minha vida.
E que o blog não vai acabar depois que a Valentina sair “aqui de dentro”.
Por que aqui fora terei o maior e melhor amor da minha vida, e aqui dentro terei mu
itas coisas novas, além das coisas mais valiosas que carrego dentro de mim.



" Porque a força de dentro é maior. Maior que todo mal que existe no mundo. Maior que todos os ventos contrários. É maior porque é do bem. E nisso, sim, acredito até o fim."
"

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

"Posso te falar dos sonhos, das flores, de como a cidade mudou..."

Ando bem preguiçosa ultimamente, por isso não tenho passado por aqui para atualizar o blog... Acho que já contei todos os meus sentimentos, meus medos, dúvidas, anseios também...

Falta pouco pra esta etapa acabar, e aí sim terei novidades aqui de dentro e de fora também!

Tenho certeza de que não sou a mesma, estes meses até aqui posso dizer que foram vividos e pensados com praticamente exclusividade pela (e para) a Valentina.

A minha ansiedade parece ter diminuído um pouco nestes últimos dias... É como se faltasse muito para pegar minha filha e enche-la de carinhos e também faltasse pouco pra quem já esperou tanto tempo!

Esta semana tivemos mais uma consulta, o Dr. Disse que Valentina já está com 3kg e o nosso combinado foi para que ela venha ao mundo no dia 8 de setembro! Na função dos últimos exames, dos mínimos detalhes que eu e minha mãe pensamos todos os dias, e de tanto sono... vai passar rapidinho!

Posso dizer que meu coração está bem, em paz e tranqüilo. Sabe quando a gente não tem lugar certo pra guardar alguma coisa? Aí vamos colocando de um lado a outro, onde vá estorvar menos, mas vira e mexe a gente sempre tropeça nelas... Pois é, estas coisas foram resolvidas afinal exatamente daqui a 12 dias nada pode estar no meio do caminho.

O que mais tenho escutado ultimamente é para aproveitar e dormir bastante. (Nossa tenho tido muito sono, bem mais que no inicio da gravidez. Meus horários estão tudo trocados... Acho que por não dormir bem, durmo muitas vezes ao dia.) A outra coisa que ouço muito, é que vou sentir saudade da barriga. Mas isso como eu já falei em algum post lá atrás eu tenho certeza que não vou sentir não!! Eu sigo achando meu barrigão, lindo! Mas que ele pesa, e faz tudo doer, faz sim!!

Uma das coisas que tenho lido bastante, é que com a final da gestação os movimentos fetais vão diminuindo, mas acho que por enquanto Valentina está fora desse contexto. Seus movimentos são mais fortes ainda, e de todos os lados. Como eu costumo dizer, às vezes parece que ela vai sair “perna abaixo”... E isso ocorre durante o dia todo e a noite também!

A única coisa que tem me deixado nervosa ,é o quarto da Valentina que ainda não está pronto... Isso me deixa bem nervosa!

Ah, esta semana também me apareceram os inchaços, que até agora ainda não haviam dado sinais... Tá sendo até engraçado, porque os sapatos parecem que não são meus, e nem os anéis cabem mais. Ta eu ainda não estou a Dona Redonda, só estou um pouquinho inchada!! Hahahaha

Por hora era isso...

Agradeço de coração as visitas, os seguidores e os comentários de quem nos acompanham e torce por nós!!



" Posso te falar do medo, do meu desejo, do meu amor..."

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

"Que a sede de te amar me faz melhor..."

E segue a nossa contagem regressiva... 35 Semanas!
Há quem diga que o tempo passou rápido demais, mas pra mim está sendo tudo demorado... Acho que por ter descoberto minha gravidez tão no inicio, o tempo tem se arrastado. De janeiro pra cá, tudo me parece lento demais...
E nestas últimas semanas, tudo o que já era confuso parece ficar ainda mais...
Como diz a música: “Sobra tanta falta de paciência que me desespera...”.

Ainda mais depois de ter entrado nesse repouso forçado... O Corpo pára, mas a cabeça segue a mil. E aí é ruim, por que eu passo a pensar em tudo que já pensei milhões de vezes...
Chego a novas conclusões, mudo de opinião sobre algumas coisas, fico triste, fico feliz, e aquela gangorra de emoções que eu falei lá no inicio se movimenta mais do que nunca!

No mesmo dia consigo ficar, feliz, triste, irritada, nervosa... nem sei como dou conta! Ou melhor, não sei como a minha mãe dá conta de me agüentar... hehehehe

Hoje logo cedo, tive uma surpresa muito legal! Recebi uma sacola de presentes bem cedinho... Eu imaginava que seriam presentes pra Valentina, e não é que além do presente da Valentina, tinha pra mim e pra Vitória! E pra completar tanto carinho, ainda tinha uma carta linda junto que obviamente me fez chorar...
Eram de uma amiga que mora longe, e nos é muito importante!

Ontem à noite quando me deitei, e agradeci a Deus por tudo que ele tem me dado, agradeci pelos amigos que ele me deu nestes últimos meses. Podem não ser pessoas que me acompanharam por anos, mas isso nem importa. Estiveram presentes no momento mais importante da minha vida e sei que vão e
star também no mais feliz! E sei que estes amigos entendem a minha falta e a minha ausência, tenho certeza de que eles sabem o quanto torço e rezo por eles. Ah e o quanto são importantes para mim!
E eu que estava chateada por estar em Bagé há 15 dias por ordem médica em repouso, e não ter recebido a visita de nenhuma amiga.

Quem acompanha o blog, sabe o quanto isso me chateia e me dói também. Não sou de guardar mágoas, mas isso é uma coisa que eu não consigo esquecer.


Voltando a falar em coisas boas... A Valentina segue pulando muito por aqui, a minha barriga ta bem pesada e caminhar ta ficando mesmo uma coisa complicada, por que quando paro sinto muita dor e o resto do dia tem que ser deitada...

Maaaas... como a programação de nascimento da Valentina é para ser com 38 semanas já que está correndo tudo bem, faltam só 3 semaninhas!!
Ah... Mais pra baixo tem uma foto da semana passada, ainda com 34 semanas...
Aqui eu sigo postando as fotos do ensaio, já que são quase 300, e eu adorei!!


"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. Éo tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-las teremos ficado para sempre à margem de nós mesmos."
(Fernando Pessoa)

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Para Valentina!

Minha filha...


Quando eu peguei o exame que dizia que tu já estavas aqui dentro de mim, me assustei um pouquinho. Não havia planejado tua vinda assim, tão de repente. Senti um pouquinho de medo, misturado a alegria e a confusão de sentimentos. Não sabia se estava pronta pra ser mãe, se tinha condições de ser responsável por mais alguém, se iria saber te cuidar e ensinar tudo que é preciso.

No mesmo dia também eu escolhi o teu nome. Mamãe ainda não sabia se tu seria um menino ou uma menina! Mas o meu coração dizia que vinha vindo uma menininha linda, e que se chamaria sim, Valentina. Muita gente dizia que tu não seria uma menina, e sim um menininho! Quando estávamos com 16 semanas, conseguimos ver na ultra-som que eu estava certa e que tu estavas vindo, a minha bonequinha! (e foi por enquanto o dia mais feliz da vida da mamãe!)

Hoje está completando 34 semanas que estás aqui na minha barriga, cada vez mais sapeca! Tu pula e te mexe o tempo todo... Mamãe já não dorme mais, e precisa ficar quietinha em casa pra ti não te apressar a resolver sair aí de dentro antes.

Desde que escutei teu coração através do primeiro ultra-som, percebi que o meu havia ficado completamente tomado de amor. Tu era apenas do tamanho de um grãozinho de feijão e já era muito amada!

Muitas coisas pra mamãe aqui, não foram muito fáceis... Já que estávamos nós as duas sozinhas, longe da cidade da vovó e da família toda. Mas tivemos nesse tempo a companhia de algumas pessoas que também estão te esperando com muito carinho. Tua dinda Júlia Carolina, até morou conosco por dois meses, pois mamãe enjoava (e neste momento ainda enjoa) muito. Tua vovó, minha mãe vai nos visitar correndo sempre que precisamos e quando não precisamos também, já que ela adora estar pertinho da gente.

Agora falta bem pouquinho pra chegar a hora de tu sair aí de dentro e aqui fora tudo está pronto, a tua espera. Mamãe esta ansiosa pra ver teu rostinho, te pegar no colo e te dar muito amor e carinho,e tem muita gente te esperando também. Tuas vovós, titios e titias, teus padrinhos e madrinhas, priminhas... E muita gente mais, que está louca pra te ver!

Logo, logo a hora vai chegar!

Quero que tu saibas que tu já é a “coisa” mais importante na minha vida e que eu sempre, sempre vou estar junto de ti. Hoje eu já não tenho mais medo, sei que o Papai do Céu te mandou na hora certinha e eu vou te ensinar tudo direitinho, por que quando se tem amor, tudo dá certo. E amor eu tenho muito pra te dar!

Um Beijo bem grande da tua mamãezinha que te espera ansiosa!


Manuela



" Eu sei que vou te amar, por toda a minha vida..."

sábado, 7 de agosto de 2010

"Ah! Se o mundo inteiro me pudesse ouvir..."

Andei pensando em algumas coisas, anotei meus pensamentos... Pra que eles não escapassem, e ia escrevê-los hoje!
Mas desde quinta feira não venho passando muito bem... Na quinta mesmo passei bem mal, era tanta dor na barriga que foi insuportável e não pude conter as lágrimas! Mas aí... hehehe... nada como uma visita ao meu obstetra, que sempre me atende em qualquer horário com tanta paciência e carinho...
Valentina está ótima! Eu com dor, mas acho que é resultado deste frio horrivel e alguma infecção urinária.
Resumindo: Muito repouso e nada de frio!! E minha mãe correndo pra me buscar em Pelotas e me trazer pra pertinho deles. Aqui carinho não falta e o descanso se torna obrigatório!!
Assim que eu estiver mais disposta, passo pra contar meus últimos devaneios e as peripécias da Valentina!


''Perdi alguma coisa que m
e era essencial, e que já não me é mais. Não me é necessária, assim como se eu tivesse perdido uma terceira perna que até então me impossibilitava de andar mas que fazia de mim um tripé estável. Essa terceira perna eu perdi. E voltei a ser uma pessoa que nunca fui. (...) Ela fazia de mim uma coisa encontrável por mim mesma, e sem sequer precisar me procurar.” (Clarice Lispector)

terça-feira, 3 de agosto de 2010

É tanto Amor!

Ia escrever as novidades ontem, e acabei ficando com preguiça!
Então nada mais justo do que dividir minha felicidade hoje com vocês...
Amanhã estamos completando as 33 semanas!
Ontem, foi o dia dos exames...
De manhã bem cedo fui fazer todos os exames incluindo o exame que mede o nível de glicose no sangue. Bom, como todos os dias eu acordo enjoada e o remédio pra enjôos é meu companheiro diário, não preciso contar que ficar 8 horas em jejum e depois ter que tomar aquele liquido doce, não deu muito certo né?! Passei mal e tive que repetir o exame hoje!
A tardinha fui ver a minha pequena na ecografia e aí todo o mal estar que durou o dia inteiro passou, foi embora quando vi o rostinho lindo dela na tela. Hahaha... Que a minha filha vai ser linda eu já tenho certeza...
Com exatamente 32 semanas e 5 dias (ontem) Valentina já mede 40cm e está pesando 2.150kg. A médica me disse que ela vai crescer bastante este mês, e que pelo jeito vai ser grande! O coraçãozinho dela estava a 156bpm e ela está bem saudável, então a conclusão é que a menina é ativa mesmo, provavelmente ela está treinando para quem sabe ser um dia do Cirque du Soleil. Ah e sabe aquele pezinho que entra aqui bem do lado da minha barriga e faz doer tanto? Pois é, eu vi ele bem direitinho e é lindinho! Em nenhum dos exames estive sozinha... O Mal estar dos exames da glicose dividi com as minhas amigas May e Ana, cada uma em um dia. E a felicidade que senti vendo a eco da Valentina pude dividir com o pai dela, que também foi ver a filha.
Bom, seguimos nós as duas aqui... Cada vez tenho mais certeza de que não estou sozinha, já que é maravilhoso sentir as sapequices da minha filha, mesmo que às vezes doa um pouquinho!



" Aos olhos do Pai

Você é uma obra-prima

Que Ele planejou

Com suas proprias mãos pintou..."

domingo, 1 de agosto de 2010

"Não há alguém que te queira como eu..."



Ontem foi o chá de bebê da Valentina aqui em Pelotas!

Estava tudo tão lindo, assim como no outro chá tudo preparado e planejado com tanto carinho pela minha mãe, com a ajuda da minha irmã e de duas amigas muito queridas: Pamela e Maysa.
Valentina mais uma vez ganhou presentinhos lindos, mas o melhor de tudo é a presença das amigas que lá estiveram.
Esse é o melhor presente que ganhamos nos dois chás!

Por que quando a gente prepara alguma coisa e convida as pessoas é porque realmente a gente gostaria que elas fossem. E isso aconteceu comigo tanto aqui, quanto lá em Bagé. Amigas que esperei e tinha a certeza que iriam não apareceram, outras que imaginei que não fossem estavam lá, apesar do frio e do tempo que não estava lá essas coisas...
A presença dessas pessoas valeu mais que qualquer presente.

Assim como todo o carinho que tenho recebido, seja aqui no blog, pessoalmente, ou no Orkut. É sério, muitas vezes eu não respondo os comentários que recebo, mas podem ter certeza que eles me fazem muito feliz.


Hoje com exatamente 32 semanas e 4 dias, a palavra da vez é: Gratidão. Deus tem sido muito fiel comigo e eu só tenho a agradecer. A gravidez tão sonhada e esperada (que como já compartilhei com vocês não foi planejada como deveria) talvez tenha vindo no momento certo e pra me tornar uma pessoa melhor, uma mulher melhor. E hoje com tudo praticamente pronto pra chegada da Valentina, só tenho a agradecer a Deus, por ter me dado condições de fazer tudo exatamente como planejei pra ela. Tudo tão sonhado nos mínimos detalhes. Fico olhando tudo que minha bonequinha já tem mesmo antes de nascer e isso só me deixa mais feliz. Tudo carinhosamente escolhido e preparado, porque quero dar a ela o melhor que POSSO. O melhor de MIM.
Agradeço a Deus por cada pancadinha que a Valentina da dentro de mim e cada soluço que ela tem, que às vezes parece que não vai passar e eu fico morrendo de pena. Agrade
ço por no decorrer dos exames ver que ela está se desenvolvendo bem, e logo logo vai estar aqui forte e saudável comigo.
Falando em exames, amanhã tenho vários deles. E no fim do dia uma ecografia pra me deixar ainda mais feliz vendo a minha pequena, a única parte ruim de tudo isso e que eu não consigo acostumar é ter que ir sozinha a todos eles e não poder dividir com ninguém a felicidade de ver minha boneca. Mas amanhã mesmo, divido isso com vocês por aqui.
Por hoje vou ficando por aqui, acho que já escrevi demais...


Vou seguir aqui pedindo que Deus nos abençoe e ilumine até o fim!




Essa é a maior prova do amor de Deus por mim! Meu maior presente, minha maior alegria, meu maior AMOR!

sexta-feira, 30 de julho de 2010


''Eu não quero que minhas vontades tortas e meus desejos secretos fiquem escondidos. Eu quero mais é que eles saiam por aí, nem que seja pra não se atrofiarem. Eu ando seguindo o que eu acho que tenho de mais valioso: meu coração. Se você estiver no meu caminho, te levarei comigo (quer vir?). Cansei de pagar mais por menos. Eu enxergo sua alma. Enxergo suas incertezas. Mas eu não quero suas dúvidas... por favor, durma com elas. Nem que seja por essa noite. Eu também tenho medo de errar e levar a sua culpa pode ser uma enorme bagagem pra mim, entende? Algum dia há de dar certo, se não for do jeito quem sonhamos, será de um jeito muito melhor. O mundo nos prega peças, sabia? Eu não quero competir com refrões. Eu quero poesia, sentimentos e beijos no pescoço. Será que é pedir muito? ''
(Fernanda Mello)

quinta-feira, 29 de julho de 2010

32 Semanas!


Faz dias que não escrevo, então no meio dos últimos preparativos pra ficar tudo pronto a espera da Valentina, passei pra atualizar!
As emoções e os sentimentos andam a milhões, devido à ansiedade dessa espera... Valentina segue a mil, se mexendo dias, noites e madrugadas. E eu com a barriga dolorida de tanta movimentação... Posso confessar, que várias vezes ao dia eu digo que não agüento mais. A canseira que sinto é sem explicação, e a energia qu
e me falta, ela tem de sobra. (Que bom!)
Me pego rindo várias vezes ao dia durante as minhas conversas com ela, mas as vezes “brigo” com ela também e sempre finalizo com: “Mamãe, te ama!”. Alias, essa é a única certeza que tenho daqui pra frente, o meu amor por ela. Tudo pode mudar, menos isso.
Final de semana tirei as fotos no estúdio pra registrar este momento tão especial na minha vida, e adorei o resultado. Modéstia a parte achei que ficaram lindas! O quarto da pequena também já está encaminhado, as paredes já foram pintadas e está quase pronto.
Já se foram as 32 Semanas...
Domingo conto mais, já que no sábado é o chá de bebê da Valentina aqui em Pelotas.





"...Sonho parece verdade
Quando a gente esquece de acordar
O dia parece metade
Quando a gente acorda e esquece de levantar
Hum... E o mundo é perfeito
Hum... E o mundo é perfeito
E o mundo é perfeito!"
(Teatro Mágico)

sábado, 24 de julho de 2010

Amor Maior que eu!



"Eu sem você não tenho porque
porque sem você não sei nem chorar
Sou chama sem luz, jardim sem luar
luar sem amor amor sem se dar.
E eu sem você, sou só desamor
um barco sem mar, um campo sem flor
Tristeza que vai
tristeza que vem
Sem você meu amor eu não sou ninguém...
... Estou tão sozinha
tenho os olhos cansados de olhar para o além
Vem ver a vida... "

segunda-feira, 19 de julho de 2010

"Se Apaixonar, Casar e Ter Filhos ou Ter Filhos, Se apaixonar e Casar."

Pois é, hoje li isso na capa de um filme e me lembrei lá do primeiro post aqui do blog e de muitas outras coisas que escrevi por aqui também. Fiquei pensando que realmente a ordem dos fatores, não altera o produto, ou seja, não diminui nem um pouquinho a felicidade que eu sinto, e o importante hoje é buscar e viver as coisas que me fazem mais feliz, que me fazem crescer sem que eu tenha que me preocupar com a "ordem das coisas".
Lembrei do primeiro dia quando peguei o resultado do exame e li o “positivo”. Mesmo que Valentina não tenha sido planejada da maneira tradicional e na ordem como as coisas acontecem, posso dizer que “tentamos” tanto que conseguimos. É né, “tentamos” sim, por que eu não a fiz sozinha. (Que fique claro, que tentamos é apenas modo de dizer!) E muitas vezes eu me pergunto, porque que a gestação tem que demorar taaaaanto tempo. 9 Meses é muito tempo!

Mas também é o tempo que passo por uma grande transformação na maneira de ver e de querer viver as coisas, as pessoas. E de me conhecer melhor. Posso dizer que já ouvi indiretamente tanta coisa... (É indiretamente, porque tem gente que pensa que sabe tudo da minha vida, tem outros que se preocupam em querer dar algum tipo de lição de moral, e tem aquelas também que não vale nem a pena lembrar...)
Tá, mas na verdade não era sobre isso que ia falar...
O que eu ia dizer era que esses meses vêm sendo muito importantes pra eu me conhecer e me amar ainda mais. Sempre me considerei forte por já ter passado por muitas coisas complicadas e ter superado tudo, de maneira com que essas coisas não me fizessem uma pessoa rancorosa, ou mesmo triste. Hoje sei que sou muito mais forte, que tenho muito mais coragem do que eu pensava e tenho certeza absoluta de que como sempre Deus nunca me deixa só. Essa semana completamos as 31 semanas e até aqui foi tanta coisa. Como sempre digo não estou sozinha, tenho uma família que me apóia desde o inicio e que mora em outra cidade e nesta cidade tenho bem poucos amigos que posso contar em qualquer horário.


Mas aqui dentro da minha casa estou sozinha. Inúmeras vezes até hoje passei mal, muitas vezes fiquei triste, insegura e milhares de vezes fiquei feliz, a cada nova etapa, cada nova descoberta, cada novo movimento da minha filha (muitas vezes sem ter com quem dividir).

Me orgulho de estar me descobrindo forte e frágil ao mesmo tempo.

É a prova de que por amor tudo vale a pena!

Então, seja o que vier, venha o que vier... Afinal como diz Saint-Exupéry: " O Amor é a única coisa que cresce à medida que se reparte."



"Um dia sonhei ...
Quero ser mãe de uma menina que ande de marias-chiquinhas pela casa empurrando um carrinho de bonecas, que trombe nos móveis às risadas, brinque com meus sapatos de salto, faça roupinhas para suas Barbies descabeladas.
Quero ser mãe de uma garotinha que fique com as bochechas coradas de correr. Que suba em árvores... uma moleca bonitinha, que coma fruta do pé e limpe a boca na manga da blusa de crochê, que tome sopa fazendo barulho sem querer. Quero ser mãe de uma menina de lindo olhar, que ria escondido, que pregue peças, fique brava quando perder e quando tiver de tomar bronca, que saia a correr descalça pela casa, que goste de sorvete com chantily. Que seja a primeira da classe e seja elogiada por isso, a danadinha. Que cole na prova de matemática. Quando adolescente, que chore vendo um filme, que ganhe seu primeiro sutiã, que escove os cabelos para dormir, que queira namorar e sair, que chore no meu ombro a primeira decepção, que peça permissão para chegar de manhã, e que quando mulher, se case um dia e... tenha a mesma sorte que eu: seja mãe de uma menina!" (Autora Desconhecida)

sexta-feira, 16 de julho de 2010

"O meu amor eu guardo para os mais especiais."


Nossa semana foi calma e sem muitas novidades... Ou melhor, sem muitas novidades. Por que calmaria é uma coisa bem difícil por aqui. Cada vez está ficando mais difícil de conseguir dormir, já que minha menina me faz seus carinhos malucos à noite inteira... Confesso que às vezes me assusto, minha filha não é mesmo bem educada... hehehe... Não tem mais nem horário, nem local... Qualquer hora é hora de farra! E apesar de ficar com a barriga muito dolorida, estou amando sentir isso. Isso faz com que eu me sinta cada vez menos só. É tão bom ir ao quartinho dela, olhar todas as coisinhas tão pequenininhas e pensar que daqui um pouquinho ela vai estar aqui comigo, dependendo de mim pra toda e qualquer coisa e com tanto amor pra receber. Faço questão de escolher todos os detalhes, tudo é planejado com tanto carinho.
O que não anda me agradando muito é ter que usar a tal da cinta pra segurar a barriga, ela aperta tudo, e principalmente é horrível dirigir com ela. Como grande parte do meu dia eu passo dentro do carro em função do meu trabalho, ela me aperta o dia todo. E sabe que esse entra e sai do carro tem sido cada vez de maneira mais lenta, já que o ar tem faltado, e as palpitações muitas vezes incomodam. Eu digo que depois de tudo isso, Valentina vai ser minha única filha, minha mãe diz que depois de passar por tudo isso mesmo assim quando a gente vê a carinha, e vê tão pequenininhos dá vontade de ter mais, mas eu não sei não.
Bom hoje vou ficando por aqui...
Ah esse tempo que não passa rápido, pra eu poder ver a carinha da minha pequena e sentir o melhor e maior amor do mundo.

E na foto...
A Mamãe aqui, encantada com mais um dos sapatinhos da sua boneca!

"Não me apetece viver histórias medíocres,
paixões não correspondidas e pessoas água com açúcar.
Só quero na minha vida gente que
transpire adrenalina de alguma forma."
(Gabriel García Marquez)

terça-feira, 13 de julho de 2010

Indiscretamente Feliz!


E se foram 30 semanas...

Sabe todas aquelas coisas que tanto me incomodavam e que citei aqui, pois é, elas estão cada vez mais distantes. Foquei toda a minha atenção nela. Na Valentina. O coração está em paz. Os amigos... descobri que, assim como tudo se renova, as amizades também. Se alguns se afastaram outros surgiram como presentes nesta fase tão importante.
Está quase tudo pronto pra esperar minha boneca, e junto de mim tem muita gente ansiosa também.
Ansiedade essa, que juntando com todos os movimentos da Valentina, não me deixam nem dormir. Minha filha tem feito jus ano nome. Valentina: Valente, vigorosa, saudável. Sinceramente, quando eu dizia que ela se mexia muito, eu não imaginava que isso iria aumentar muito mais, falando assim parece exagero, mas não é. Minha barriga tem andado dolorida, eu sinto os pezinhos dela direitinho perto das minhas costelas e a bundinha que endurece um lado da minha barriga. Ontem fomos ao médico e ele disse que é assim mesmo que também por eu ser magra e não ter engordado muito sinto com mais intensidade estes movimentos, ele achou tb que minha barriga baixou muito nestes últimos dias, mandou eu diminuir o ritmo e parar de andar de um lado pro outro, e pra ajudar no meu sono me deu um "remédinho" pra ver se durmo melhor.
Ainda preciso usar aquela cinta pra segurar a barriga, que não é muito confortável e aperta tudo.
Hoje minha mãe foi embora, e voltamos a ser apenas nós as duas na nossa casinha. Já estou proibida de dirigir na estrada, então toda vez que preciso ir a Bagé, alguém tem que vir me buscar. E quando a minha mãe está se arrumando pra ir embora, eu já estou sentindo saudades dela. Colo e carinho de mãe resolvem e parecem curar praticamente tudo. Eu sei que sou uma “quase mãe” apesar de ultimamente meu lema ser: “Pra ela, por ela e com ela.” Só serei 100% mãe quando tiver o olhar cúmplice da Valentina, me dizendo: “Mãe, to aqui.” Nossa, como torço pra que as semanas passem rápido, pra poder sentir a plenitude do “ser mãe”.

Cada dia mais tenho a certeza de que Deus é perfeito e de como esses 9 meses vem sendo importantes na transformação da minha vida. Muda o corpo, muda a mente, mudam os hábitos. Acordo de madrugada e não reclamo, tenho hoje um barrigão enorme que pesa e me impede de simples movimentos como calçar os sapatos, procuro comer apenas coisas saudáveis, penso duas vezes antes de fazer aquela ultrapassagem no trânsito, peço a Deus que torne o mundo menos violento pensando na vida que a Valentina terá quando nascer, quando crescer...
'Ela é uma moça de poses delicadas, sorrisos discretos e olhar misterioso. Ela tem cara de menina mimada, um quê de esquisitice, uma sensibilidade de flor, um jeito encantado de ser, um toque de intuição e um tom de doçura. Ela reflete lilás, um brilho de estrela, uma inquietude, uma solidão de artista e um ar sensato de cientista. Ela é intensa e tem mania de sentir por completo, de amar por completo e de ser por completo. Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez. Ela tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna."

(Caio F. de Abreu)


sexta-feira, 9 de julho de 2010

"Como pode um par de meias minúsculas me fazerem tão feliz?"

Queria contar que estou feliz.
Valentina vem me despertando tanta coisa boa, são sentimentos, emoções, sensações... Tudo tão sem explicação, que mal da pra definir cada um. Todas as dores, os enjôos, o cansaço são sim incômodos, mas eu sei que por ela valem a pena. Lembro lá do inicio, quando eu imaginava como seriam as coisas nesta época, penso no futuro, ansiosa por estes dois meses que ainda faltam. Penso no dia do parto, dá um medinho... Mas tenho outros medos maiores.
Fico pensando se vou saber ensinar a ela tudo o que for preciso, com meus valores, com as coisas que acredito e que penso serem certas. Sei que a educação dela irá depender de mim. E acredito na educação como base para tudo. Será que vou saber ensinar como nós (eu e meus irmãos) fomos ensinados, me orgulho muito da educação que tivemos e da minha família. Gosto muito da minha liberdade e da minha independência, são a minha grande conquista. Mas eu sei que eles estão aqui e isso é a minha maior segurança, saber que na hora em que eu mais precisar são eles que estarão aqui pra qualquer coisa, pra qualquer colo. Sempre todos juntos. Amo eles mais do que tudo, são meus tesouros, meus pedacinhos. Uma vez li uma frase não sei onde, que dizia: “Somos ponta da mesma estrela, feitos de uma só matéria”. E acredito nisso. Tenho certeza que Deus escolheu a dedo a mãe que eu iria ter. Cheguei ao mundo quando minha mãe tinha 17 anos, então acreditem, mudei tudo. Então se Deus me escolheu agora, aos 27 anos pra me dar este grande presente, está benção que é minha filha e cresce aqui dentro a cada dia é por algum propósito. Independente da situação é preciso antes de qualquer coisa amar (e amor pra ela, eu tenho muito) é preciso entender que uma vida dentro do ventre é sinal de que sou sim capaz de enfrentar qualquer adversidade para criar uma pessoa com valores corretos, para que o futuro seja diferente do hoje.
Eu amo, entendo e acredito!



"Sentir alimenta, sentir ensina, sentir aquieta...
Triste é não sentir nada." (M.M)
29 Semanas da minha pequena!

segunda-feira, 5 de julho de 2010

O mundo pertence a quem se atreve..."

Setembro, Setembro, Setembro...

Minha filha nem saiu aqui de dentro, e eu já não consigo me imaginar mais sem ela, sou tão apaixonada, amo tanto essa pequenina que só faz se mexer e embolar o dia todo.

Acho que se eu pudesse voltar no tempo, não mudaria nada. Não tenho arrependimentos...

Claro que essa intensidade toda às vezes me atrapalha bastante. Tenho umas manias estranhas, umas teorias engraçadas e umas idéias malucas... Mas nesse mundão maluco, onde sentimentos e pessoas se tornaram descartáveis, gosto de sentir as coisas com toda essa força mesmo, independente do tipo de sentimento, mesmo que muitas vezes eu sinta mais do que deveria.
Nem sei por que resolvi escrever sobre isso... é porque sentimentos são intensos mesmo, não interessa se são bons ou ruins, sempre serão intensos. E convenhamos que as pessoas intensas são sempre muito mais divertidas, surpreendentes e emocionantes... Chamam muito mais a atenção e geralmente são mais felizes que as pessoas “meia boca”.

Essas não fazem muita diferença. Ta! Não tenho nada contra o time dos “meia boca” as vezes são pessoas bem legais, disfarçadas de pessoas comuns. Mas são as pessoas intensas com quem mais me identifico.
Ser intenso é ter a sensibilidade de sentir tudo, dando espaço pra que as sensações sejam únicas, é arriscar, mesmo correndo o risco de estar errando.

Talvez quem me acompanha aqui no blog, pode me achar meia maluquinha mesmo, minhas emoções e meus sentimentos não são bem comportados e não seguem um padrão e eu nem quero isso. Não tenho nenhuma pretensão de ser perfeita, de ser exemplo, mas quero seguir sendo bem feliz.
E quando eu achar que não estou feliz, ficarei sozinha aqui no meu quarto, sentindo tudo o que preciso sentir até que passe de uma vez. É a melhor maneira de começar de novo.
Acredito que tudo é um ciclo e quanto mais intenso ele é, mais terei a sensação de ter vivido de forma plena.



"Meu mundo se resume a palavras que me perfuram, a canções que me comovem, a paixões que já nem lembro, a perguntas sem respostas, a respostas que não me servem, à constante perseguição do que ainda não sei. Meu mundo se resume ao encontro do que é terra e fogo dentro de mim, onde não me enxergo, mas me sinto." (Martha Medeiros)

sábado, 3 de julho de 2010

"Quer saber se eu quero outra vida... Não, não!"

Pode parecer bobagem...
Mas ultimamente tenho me sentido a mulher mais feliz do mundo todo!
É como se ninguém pudesse sentir a felicidade que sinto, em saber que minha filha está crescendo forte e beeem saudável dentro de mim. E por saber que cada vez falta menos pra eu ter ela aqui no meu colo, a minha menina como eu sonhei desde pequena. Acho até que me tornei uma chata... Só falo nela, só penso nela... Tudo é para ela, por ela! Eu sei que daqui pra frente será pra sempre assim...
Me lembro de 7 meses atrás, quando descobri... Eram tantos medos, tantas coisas na minha cabeça que eu não sabia como seriam. E tudo foi se resolvendo, se encaixando e saindo exatamente como eu queria que fossem. Por isso que eu concordo que o tempo resolve tudo, por que eu sei que ele também vai resolver as coisas que eu não entendo da melhor maneira que for para nós as duas.
Sinto exatamente tudo o que as grávidas sentem... hehehe... Acho até que não fui poupada de nada! Até os enjôos que na maioria das mulheres vão até o quarto mês, eu sinto diariamente e já perdi a esperança de que me abandonem. Essa semana andei me sentindo mal, muita falta de ar e cansaço, parecia uma fraqueza... Mas sei que vai piorar...
Minha pequena está ótima, como sempre agitando o dia e a noite inteira também, parece que não dorme nunca e minha barriga cada vez mais redonda!
Ah é falando nisso... Tenho que dizer que tem umas pessoas bem sem noção né?! Outro dia entrei em uma loja e a vendedora perguntou com quantos meses eu estava... Aí eu respondi e ela me disse: “Ah, vai ser bem pequenininha pelo tamanho da barriga.” Não preciso nem contar que virei às costas e fui embora...
Se bem que, quando eu entro nas filas prioritárias muitas vezes sou barrada, ninguém olha pra minha barriga, ou olha só pro meu rosto ou me cutucam pelas costas e mandam eu sair... Como se grávida tivesse que ficar igual a Dona Redonda!! Pois saibam, que fomos no médico ontem, e ele disse que estamos ótimas, e inclusive mandou eu fazer dieta, por que só nesse ultimo mês engordei 3kg, no total 8 até agora! Eu só não sei onde ta esse peso todo... Acho que a Valentina vai ser bem gordinha, cheia de dobrinhas nas pernas!! hehehe



"Essa é a música da minha infância... Que eu canto pra Valentina (e ela dança)."



Se essa rua

Se essa rua fosse minha

Eu mandava, eu mandava ladrilhar

Com pedrinhas

Com pedrinhas de brilhante

Para o meu, para o meu amor passar...


Nessa rua

Nessa rua tem um bosque

Que se chama Que se chama solidão

Dentro dele Dentro dele mora um anjo

Que roubou, Que roubou meu coração...


Se eu roubei, Se eu roubei teu coração

Tu roubaste, tu roubaste o meu também

Se eu roubei Se eu roubei teu coração

Foi porque Só porque te quero bem...

quarta-feira, 30 de junho de 2010

7 Meses!



Apesar de ter muitas coisas pra contar, estava com preguiça. Mas não poderia deixar de registrar que hoje completamos as 28 semanas!
E que eu naturalmente estou muito feliz por isso. Juro, que se não tivesse feito tanta ecografia diria que aqui dentro de mim, não tem só a Valentina, mas mais uns dois bebês. Sério às vezes fico preocupada, ultimamente a cada dia ela se mexe mais, e as mexidas que antes eram quando eu estava relaxada, agora acontecem o dia inteiro e em qualquer coisa que eu esteja fazendo. É possível ver claramente todos os movimentos dela, se embolando de um lado pra outro. É muito legal! Algumas vezes dói também. De uns dias pra cá tenho sentido uma falta de ar muito grande e um cansaço imenso. Bom, mas isso tudo faz parte né! Cada vez falta menos e tenho uma curiosidade imensa pra ver a carinha dela.
Domingo eu e Valentina ganhamos um chá de bebê lindo, organizado pela vovó mais coruja do momento... A minha mãe! Na verdade foi o “Arraial da Valentina” com direito a bandeirinhas, quentão, pipoca, rapadura... e até uma fogueira (de mentirinha claro)! Tudo lindo demais!! Fiquei feliz por todas as amigas que foram, confesso que muitas que imaginei que iriam, não apareceram e reencontrei algumas que há tempos não via, fiquei muito feliz. E Valentina ganhou muitos presentinhos lindos!

Acho que por hoje era isso... Estou feliz, e o coração, esse está quase em paz!

Deixo um pensamento que recebi de uma amiga muito querida e também algumas fotos do Arraial da Valentina!

"Mas se você tivesse ficado, teria sido diferente? Melhor interromper o processo em meio: quando se conhece o fim, quando se sabe que doerá muito mais — por que ir em frente? Não há sentido. Mesmo que a gente se perca, não importa. Que tenha se transformado em passado antes de virar futuro. Mas que seja bom o que vier, para você, para mim. Te escrevo, enfim, me ocorre agora, porque nem você nem eu somos descartáveis. . ."
(Caio Fernando Abreu)








E eu acabei assim!!

sábado, 26 de junho de 2010

"Tempo amigo, seja legal..."

Preciso me encontrar.
Parei pra pensar e acho que a cada dia mais me perco de vista; E sei que muitas vezes as perdas são necessárias para o meu crescimento e é preciso aprender a perder, aprender a se perder. Então, um dia se perde no outro, ganha. Um dia cai, no outro... Junta os pedacinhos e começa tudo outra vez.
É a vida é isso!!
Não sei direito as coisas que quero, mas sei bem o que eu não quero. E tem muita coisa que eu não quero mais na minha vida, tem algumas coisas que não me “cabem” mais.
É. A vida é feita em ciclos. É preciso saber perder e reconhecer quando uma etapa chegou ao fim. Eu nunca quis que o tempo passasse tão depressa. É como se de alguns meses pra cá, eu passe o dia esperando o próximo dia que virá. É comer, trabalhar e dormir, sabendo que no próximo dia nada será diferente, apenas esperando o tempo passar. Feliz por sentir minha filha o tempo todo e por saber que este amor nunca terá fim.
Quero muito minha Valentina junto de mim. É a vida com novas responsabilidades, novas perspectivas. Fico ansiosa pra ver como será a vida quando já tiver ela aqui, pra saber como as coisas irão se resolver, pra ter o coração livre outra vez.



"Coração-bôbo

Coração-bola

Coração-balão

Coração-São-João

A gente

Se ilude, dizendo:

Já não há mais coração!"

(Alceu Valença – Coração Bobo)

quarta-feira, 23 de junho de 2010

"Tentando ser metade do inteiro que eu sinto..."

Não ando muito inspirada ultimamente, na verdade ando é cansada.
Meu ritmo tem sido mais lento e já não ando sentindo mais falta de algumas coisas e de algumas pessoas.
Hoje estamos completando as 27 semanas, e preciso contar que minha barriga ta bem redondinha, ta linda (deixando a modéstia de lado) e que ver ela em constante movimento me deixa feliz da vida! É minha filha crescendo, forte e saudável... Mesmo que isso atrapalhe minhas noites de sono. Essa passagem do sexto pro sétimo mês tem sido emocionante.
Ando mais tranqüila também, tenho tentado em algum aspecto agir menos com a razão. Mas fico cismada de vez em quando de como usar a razão quando preciso cuidar das coisas da alma e do coração, sem ser radical demais.
Como conseguir controlar um passado que continua presente? É tão difícil.
Preciso confessar que meu interior muitas vezes entra num duelo sentimental, entre razão e emoção... Essas me confundem os sentidos, brincam com o tempo, criam e matam esperanças, condenam, julgam e absolvem sentimentos. (E são tão diferentes; uma é dura, fria, insípida e imparcial. A outra sonha, é ardente, é doce.)
Estou tentando me livrar dessa armadura, que nesses últimos meses tem me feito só racionalizar, para evitar sentir. Descobri que evitar, que não admitir e que esconder sentimentos não faz com que eles não existam. Porque de qualquer maneira eles ficam aqui do mesmo jeito, e incomodam muito mais.
A partir de agora, vou tentar ser mais leve, fazer menos barulho. Quero tudo. Quero ainda os sonhos que não sonhei, as manhãs que ainda não vivi, quero ver o rosto e o sorriso mais perfeito do mundo, quero ouvir o choro e a voz mais doce, quero toda a intensidade, e as maiores emoções que estão por vir.



"Não me apetece viver histórias medíocres,
paixões não correspondidas e pessoas água com açúcar.
Só quero na minha vida gente que
transpire adrenalina de alguma forma."
(Gabriel García Marquez)